Header Ads

Notícias de Última Hora

Vereador Linviston Ferreira denuncia prefeito do Castanho, Nathan Macena de retirar gratificações para pagar o 13° dos servidores



 
O vereador Linviston Ferreira (DC) enviou ao Portal dos Barés graves denúncias contra o prefeito do município, Nathan Macena (PROS), de que ele usa na sua administração o método que aprendeu em administrações anteriores. Segundo o vereador, nos meses de outubro, novembro e dezembro o prefeito do município manda o setor de pagamentos da prefeitura tirar da folha de pagamento dos servidores todos os acréscimos, bônus, gratificações e demais vantagens salariais, deixando apenas o salário base, para com esse dinheiro fazer caixa para pagar o 13° salário em dezembro. "Para pagar um direito dos servidores, ele retira outros direitos e faz ameaças caso alguém reclame, do mesmo jeito que as gestões mais recentes faziam", afirmou Linviston.

Servidores temporários dispensados sem direitos trabalhista

Conforme revela o vereador Linviston, para fazer caixa para pagar o 13° Salário do servidores efetivos e concursados, também nos meses outubro, novembro e dezembro começa o que ele chamou de “período de caça as bruxas”. Nesse período é que, calculada e propositalmente, terminam os contratos temporários dos servidores públicos.

O vereador lembra que não é realizado público no município desde 2009 e assim após o término dos contratos temporário, os servidores das mais diversas áreas como saúde, educação, entre eles médicos, enfermeiras, agentes de saúde, professores, merendeiras, motoristas, vigias e outros, são dispensados das suas funções sem que tenham seus direitos  trabalhistas respeitados, como férias, FGTS. "Esse dinheiro economizado também fica no caixa da prefeitura para pagar 13° Salário dos funcionários efetivos. O mais grave de tudo isso é que os pais de família vão para as suas casas sem nenhum direito trabalhista como: Verbas rescisórias proporcionais, férias proporcionais, 13° Salário proporcional e ainda na incerteza de serem contratados no ano seguinte", afirmou.

Ameaças a servidores 

É um fato que o maior gerador de emprego no município do Careiro é a prefeitura e exatamente por esse motivo os servidores de contrato temporário são coagidos, ameaçados caso haja algum questionamento seja feito. "Vários servidores me procuraram dizendo que não serão recontratados em março caso façam alguma denúncia. Como sou o representante do povo, dou voz a eles", declarou Linviston que conclui: "Os servidores públicos do município pagam do seu próprio bolso o seu 13° salário.

Nenhum comentário