Header Ads

Notícias de Última Hora

Juíza de Brasília concede alvará e Nejmi deixa a prisão. Confira a decisão na íntegra


A desembargadora Maria do Carmo Cardoso, do Tribunal Regional Federal 1ª Região, em Brasília, concedeu na tarde deste domingo Habeas Corpus à ex-primeira-dama do Estado Nejmi Aziz e, com o alvará de soltura mãos, ela deixou o Centro de Detenção Provisória Feminina no final da tarde deste domingo.

A ex-primeira dama do estado foi presa nesta sexta-feira na Operação Vertex, quinta fase do desdobramento da Operação Maus Caminhos, que investiga a prática de crimes de corrupção passiva, lavagem de capitais e pertinência a organização criminosa.




Segundo a PF, entre as vantagens indevidas de que se tem suspeita, teria acontecido entregas de dinheiro em espécie ou por meio em negócios simulados ou superfaturados, a fim de ocultar a entrega de dinheiro dissimulado por meio de contratos de aluguel e de compra e venda.
Desdobramento da Maus Caminhos

A investigação da operação está diretamente relacionada com as outras fases da Maus Caminhos, que são: 'Custo Político', 'Estado de Emergência' e a operação 'Cashback'. Na operação Custo político se apurou a prática de crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de capitais e pertinência a organização criminosa. Todos praticados por cinco ex-secretários de estado, bem como diversos servidores públicos e o núcleo da organização criminosa desbaratada na primeira fase da operação. Na operação 'Estado de Emergência' completava-se o núcleo político do poder executivo estadual, tendo alcançado um outro ex-governador, José Melo, que chegou a ser preso. A operação Cashback investiu nas investigações do envolvimento de outras empresas em conluio, com a suspeita de que foram efetuados pagamentos embasados em notas fiscais falsas, sem a correspondente prestação de serviço, além de pagamentos por serviços superfaturados.

Nenhum comentário