Header Ads

Notícias de Última Hora

Ricardo Nicolau vai destinar emenda impositiva para manutenção do CIGS


O deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD) anunciou que irá direcionar uma emenda impositiva na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020 para o Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS). De acordo com o parlamentar, os recursos financeiros deverão custear, entre outras demandas, serviços de manutenção do zoológico da unidade militar, apontado como o segundo ponto turístico mais visitado de Manaus.

Na terça-feira (27), a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) promoveu uma Sessão Itinerante que transferiu sua sede para o auditório do CIGS, situado no bairro São Jorge, Zona Oeste da capital. A reunião teve a presença de parlamentares e representantes do Exército Brasileiro, que concentraram os debates em torno do papel da corporação na preservação da Amazônia e no combate às queimadas.

“O Cigs é, sem dúvida nenhuma, um grande orgulho para todos os amazonenses. Neste momento, em que os olhos do planeta estão voltados para a Amazônia brasileira, cabe a todos nós tomar iniciativas para apoiar as Forças Armadas e resguardar o maior ativo que nós temos, a nossa floresta”, salientou Ricardo Nicolau, discursando em nome de todos os deputados presentes à Sessão.

Durante as discussões, o comandante do Cigs, coronel Mário Brayner, falou sobre a necessidade de mais investimentos dos setores público e privado para ampliar as ações desenvolvidas na unidade. Além do zoológico urbano, o Cigs é reconhecido internacionalmente pela formação de Guerreiros de Selva e pelo desenvolvimento de pesquisas científicas sobre a flora e fauna da região.

“O complexo cultural do Cigs é o segundo ponto mais visitado de Manaus, perdendo por pouco para o Teatro Amazonas. São mais de 100 mil visitantes por ano”, afirmou o comandante. “Do início do ano até hoje, recebemos R$ 302 mil em recursos descentralizados do Exército para manter o zoológico. Se houver parcerias nesse sentido para melhoramos cada vez mais os nossos serviços, serão muito bem-vindas”.

Números do Cigs 

Em 55 anos em atividade, o Cigs especializou mais de 6,5 mil Guerreiros de Selva de todo o Brasil e de outros 37 países. O zoológico do quartel funciona em uma área de 36 mil metros quadrados, que ainda tem capacidade de expansão. O espaço conta com um hospital veterinário próprio, 40 recintos e um pavilhão dotado de enfermaria, depósitos e alojamentos.

Atualmente, o Cigs abriga cerca de 580 animais da fauna amazônica, entre mamíferos (11 onças), aves, répteis e peixes de diferentes espécies. O zoológico urbano também oferece programas de educação ambiental, com visitas monitoradas a grupos escolares, atividades lúdicas na Oca do Conhecimento Ambiental (OCA), coleta seletiva e viveiro de mudas.

Nenhum comentário