Header Ads

Notícias de Última Hora

Seduc paga R$ 1, 2 milhão em aluguel de prédio abandonado


A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) renovou por mais um ano, o contrato do aluguel de um prédio abandonado no valor de R$ 1, 2 milhão, localizado na Avenida Desembargador João Machado 215, no Alvorada 1, Zona Oeste de Manaus.

A informação é do deputado Dermilson Chagas (PP) que criticou a renovação, alegando ter sido um desperdício de dinheiro público, tendo vista, as prioridades que precisam ser efetivadas como o pagamento do 13º salário dos servidores públicos do estado.

Segundo Chagas, o prédio abandonado era o antigo colégio Cristo Redentor que foi alugado para funcionar como Centro Educacional de Jovens e Adultos (Ceja), porém, até hoje nunca foi ativado. “E agora o Governo do Amazonas resolve renovar o contrato com o dinheiro público até junho de 2020. Qual o principal interesse dessa renovação? Quem está ganhando?”, questionou.

O parlamentar ainda critica que a Seduc tomou uma medida que é totalmente contrário do discurso divulgado pelo Governo à imprensa, afirmando que não tem dinheiro para pagar o 13° salário dos servidores públicos. “Bota-se culpa no passado, mas o Governo atual continua cometendo mesmo erro, que é pagar mais de R$ 100 mil reais por mês no aluguel desse prédio abandonado”, salienta.

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) será acionado para que sejam investigadas as possíveis irregularidades na renovação do contrato, conforme afirmou Dermilson. “Irei encaminhar uma ação no MPE-AM para que seja instaurado inquérito. Precisamos acabar com as mazelas desse Governo irresponsável com o dinheiro público”, declarou.

Foto: Márcio Gleyson/Aleam

Um comentário:

  1. FORA WILSON LIMA. PILANTRA. ENGANOU Á TODOS OS QUE ACREDITARAM QUE TUDO IRIA MELHORAR. FORA WILSON LIMA.

    ResponderExcluir