Header Ads

Notícias de Última Hora

Wilker visita Hospital 28 de Agosto e constata superlotação e desespero de pacientes


Falta de cirurgiões vasculares e remédios, risco de contaminação e desespero de pacientes do Hospital Pronto-Socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul de Manaus, foram algumas das constatações feitas pelo deputado estadual Wilker Barreto (PHS) em visita a maior unidade de saúde do Amazonas, na tarde desta terça-feira (06).

Acompanhado da presidente em exercício do Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam), Patrícia Sicchar, Wilker entrou pela primeira vez nas alas de saúde. Na unidade, o parlamentar viu de perto o sofrimento dos pacientes e a reclamação de médicos e enfermeiros.

“É um verdadeiro hospital de guerra. Não tem macas, todas estão ocupadas. Até as macas que o Samu utiliza estão com pacientes. Não tem cirurgiões cardiovasculares. Pacientes estão dormindo em cadeiras e em macas sem colchões. Salas com pacientes e acompanhantes em lotação máxima, sem falar no grande risco de contaminação. Os médicos e enfermeiros até tentam, mas não conseguem ajudar. Se chegar alguém para fazer cirurgia cardiovascular vai morrer, pois o governo cancelou o contrato com a empresa que realiza as cirurgias”, lamentou o parlamentar.

No setor de politrauma, acompanhantes e pacientes reclamaram da fila de espera para cirurgia. “Minha avó está aqui há dias precisando de uma cirurgia no fêmur. Não tem nem previsão. Ela vai ficar aqui mofando”, lamentou uma acompanhante sem se identificar, chamando atenção do deputado.

“Isso é o reflexo das atitudes do governo que não olha para essas pessoas que estão aqui. Hoje foi uma enxurrada de reclamação e desespero. Senhoras idosas que estão há mais de 72 horas com problemas de saúde, aguardando atendimento e se recuperando sentadas em cadeiras de visitantes. As poltronas de repouso estão com uma espécie de caixa com tijolos para sustentar as pernas dos pacientes, condições higiênicas precárias, sem falar em apenas um banheiro pra atender 56 pacientes da sala de cirurgia e observação. Um verdadeiro caos”, reiterou Barreto.
Cessão de Tempo
Na Sessão Plenária, da manhã desta quarta-feira (07), Wilker e o deputado Dermilson Chagas (PP) realizaram uma Cessão de Tempo durante a qual o sindicato dos médicos expôs os relatórios realizados, até então, na Maternidade Ana Braga e no 28 de Agosto.

“Precisamos expor o que ocorre nos hospitais. Temos riscos de infecções altíssimas nos hospitais, não temos leitos de UTI disponíveis. É grave o que ocorre na saúde do Amazonas. O Hospital Delphina Aziz (Zona Norte) é um elefante branco. Não está sendo utilizado da forma correta e não desafoga o 28 de Agosto. A gente sai daqui quase chorando”, lamentou a presidente do Simeam.

Foto: Alfran Leão/Aleam

Nenhum comentário