Header Ads

Notícias de Última Hora

MP denuncia Arthur Neto por envolvimento no Caso Flávio


O prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB) foi denunciando na manhã desta terça-feira (19), no Ministério Público do Amazonas (MP-AM), no caso que envolve a morte do engenheiro Flávio Rodrigues.

O prefeito esteve junto com a esposa, a primeira-dama do município Elizabeth Valeiko, na casa de Alejandro Valeiko, na noite da morte do engenheiro.

As denúncias foram apresentas no MP pelo vereador de oposição na Câmara Municipal de Manaus (CMM), Chico Preto (PMN).

As investigações da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) apontam que o uso de uma carro da prefeito de Manaus na noite da morte do engenheiro Flávio.

Prorrogação de prisão

Por solicitação da Polícia Civil do Amazonas, a juíza da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus, Ana Paula Braga, prorrogou por mais 30 dias a prisão preventiva de cinco dos seis presos na investigação que apura as circunstâncias da morte do engenheiro Flávio Rodrigues, no dia 29 de setembro, Elielton Magno Menezes Gomes, Elizeu da Paz Souza, Alejandro Molina Valeiko, José Edvandro Martins de Souza Júnior e Mayc Vinícius Teixeira Parede tiveram a prisão estendida, enquanto Vitorio Del Gatto não teve a prorrogação acatada e deve ser liberado qualquer momento.

O prazo para conclusão do inquérito também foi aumentado em 30 dias, na mesma decisão. Apesar de Mayc já ter confessado a autoria do crime, isentando outros participantes, a Polícia ainda encontrou partes “nebulosas” na história, as quais pretende apurar durante esse período.

Fonte: Portal Tucumã

Nenhum comentário