Header Ads

Notícias de Última Hora

Amazonas cumpre meta de assinaturas para o Aliança Pelo Brasil


Os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro lotaram, neste sábado (25), o auditório da Assembleia Legislativa do Amazonas e conseguiram 5 mil assinaturas em favor da criação do Aliança Pelo Brasil. Os números correspondem a fichas que assinadas e entregues à cartórios eleitorais.

De acordo com um dos organizadores da coleta, Paulo Maffioletti, idealizador do Movimento Advogados Pró-Bolsonaro Brasil, o número superou as expectativas para um dia. ”Nós alcançamos a nossa meta, na verdade, ela foi superada com a coleta de cinco mil assinaturas. Já está marcado na história do Amazonas. Parabéns aos apoiadores , aos movimentos de direita que aderiram ao convite do presidente Bolsonaro, que também compreenderam a mensagem do deputado Josué Neto e do coronel Menezes. Nós analisamos e entendemos que o momento é de união, de unidade para ajudarmos o presidente Bolsonaro. É Brasil acima de tudo, Deus acima de todos e a Selva nos Une.”, afirmou.


A advogada Lúcia Barreto, do Movimento Mulheres Conservadoras da Amazônia explica pra quem não conseguir ir neste sábado que ainda é possível apoiar a criação do partido. “Se você não pôde comparecer ao evento que aconteceu no dia 25 de janeiro. Você não precisa ficar triste. Você pode consultar no site do Aliança pelo Brasil e fazer seu apoiamento por lá. O presidente Jair Bolsonaro nos deu essa missão, e missão dada é missão cumprida. Vamos juntos lutar pelo melhor do nosso país”, afirmou.

Entre os apoiadores tinha até um xará do presidente da República. Deilson Bolsonaro, 43, veio de Roraima para apoiar a criação do partido. “Vim prestar apoio para o Aliança pelo Brasil, a convite do deputado Josué Neto. Somos Aliança pelo Brasil e queremos um Brasil melhor e por isso vamos lutar por ele sempre”, disse.

Valderina da Rocha, 64, de Juruá, disse que apoia a Aliança Pelo Brasil porque acredita na mudança e no desenvolvimento do Brasil que Jair Bolsonaro pode proporcionar para o Amazonas.

Meta Nacional

A meta para a sigla em formação é alcançar 492.015 inscrições, quantidade necessária para criação de 1 partido, até o final de janeiro de 2020, quando o judiciário retorna de recesso. A partir daí, cabe ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) analisar o pedido de criação da legenda. Para que o partido possa concorrer nas eleições de 2020, o processo deve ser aprovado até o início de abril, 6 meses antes do pleito.

Nenhum comentário