Header Ads

Notícias de Última Hora

Zona Tribal disponibiliza novo videoclipe ‘O Fim do Mundo Aconteceu e Deus Esqueceu de Avisar’


A banda Zona Tribal, disponibilizou nas plataformas digitais YouTube, Facebook e Instagram, o novo videoclipe, ‘O Fim do Mundo Aconteceu e Deus Esqueceu de Avisar’. O quinto produto audiovisual do quarteto amazonense, leva a assinatura da produtora paulistana Go Fast, do diretor Plínio Annunciato. O clipe tem apoio da Prefeitura Municipal de Manaus, por meio do projeto Conexões Culturais, da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e.Eventos - ManausCult.
O audiovisual  promete causar polêmica porque faz um recorte histórico e político dos dias atuais. Segundo o vocalista Mencius Melo, o vídeo foi inspirado nas distopias que assumiram posições dramáticas no mundo e, principalmente, no Brasil. "O clipe segue o roteiro ditado pela letra, que mostra a moderna história da loucura humana, que estamos vivendo no mundo e no Brasil". Ainda segundo ele, ‘O Fim do Mundo Aconteceu e Deus Esqueceu de Avisar’ é um manifesto direto em defesa da cultura e de uma sociedade mais humana. "No Brasil atual, onde a arte e a educação viraram inimigos públicos, o Zona Tribal marca posição em defesa da liberdade de expressão" , declara o vocalista.

Roteiro e recortes

Os primeiros segundos do clipe são marcados por introdução com imagens recortadas de índios, seringueiros e prédios históricos de Manaus, como o antigo Paço Municipal, hoje Museu da Cidade de Manaus,  que serve como cena central do clipe. As imagens antigas em preto e branco são do documentário ‘No País das Amazonas’ do cineasta da selva, Silvino Santos, gravadas há 100 anos. As imagens foram cedidas pelo Museu da Imagem e do Som - Misam. O canto judaico da kedushá (Santificação em Hebraico) faz a trilha da abertura.

Na sequência vem a pegada roqueira da música, com frenéticos recortes de imagens que vão dos desenfreado consumismo, passando pelos inúmeros atos de terrorismo; tocando nas feridas do fanatismo; no sofrimento dos refugiados,nos símbolos da crise ambiental; com imagens de ditadores; ditaduras, resistência popular e, claro, dos homens que ajudaram e ajudam a criar esse clima de loucura. Estão lá figuras como Donald Trump, Hitler, Maduro, Kin Jong-Un e Jair Bolsonaro.

Polêmica

Questionado se o material pode criar polêmica, nesses tempos de patrulha política e cultural, o vocalista e produtor do Zona Tribal se diz tranqüilo. "A arte tem papel de divertir e informar e, se por ventura alguém não gostar da proposta do clipe, é só não assistir ", observa. "É para isso que serve a liberdade", finalizou.

Confira o novo clipe aqui:

Nenhum comentário