Header Ads

Notícias de Última Hora

Caso Lorena Baptista: ex-marido é condenado a nove anos e seis meses de prisão


A defesa de Milton César recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas não adiantou, o réu foi condenado 9 anos e seis meses de prisão em regime fechado.


Na manhã desta última quarta-feira (05), ocorreu a sessão de julgamento popular, realizada pelo juiz Mateus Guedes Rio, da 1ª Vara do Tribunal do Juri no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), onde o acusado de ter matado a ex-companheira foi condenado a nove anos e seis meses de prisão em regime fechado. O réu Milton César Freire da Silva, já respondia pelo crime de  homicídio contra Lorena dos Santos Baptista.


A sentença saiu no último domingo (09). Além disso, o homicida também perdeu suas funções públicas (porque Milton exercia o cargo de dentista cirurgião), mas a justiça lhe concedeu o inquérito do pedido de liberdade.

A ação contou com a participação do Ministério Publico do Amazonas (MPE-AM) que por volta das 9h, os debates começaram, onde foram destinados 90min para defesa e o mesmo tempo para a acusação.

Em 11 de fevereiro, o caso foi absolvido pela juíza Mirza Telma de Oliveira Cunha que removeu a acusação contra Milton, porém em 21 de fevereiro, o promotor de justiça do Ministério Público do Estado do Amazonas, Fábio Monteiro, apresentou recurso de apelação contra a decisão da magistrada.


Com o recurso negado feito pelo acusado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), a defesa recorreu do Supremo Tribunal Federal (STF) e, no dia 15 de junho de 2018, por unanimidade, a Segunda Turma do STF rejeitou os embargos de declaração e o processo voltou à primeira instância para que fosse julgado em plenário.

Relembre o caso

Em Julho de 2010, Milton César foi acusado como suspeito pela morte de Lorena Baptista. Ela chegou ao Condomínio Villa-Lobos, no bairro Parque 10 de Novembro, em 5 de julho de 2010, por volta da meia noite, acompanhada do filho menor do casal, tendo sido recebida pelo porteiro do local.

Lorena e o filho iriam no apartamento de Milton e ao chegarem no local, após uma breve discursão, César sacou a arma qie estava na cintura de Lorena e mirou na cabeça de Lorena, que assim a matou. Milton saiu a pé do condomínio, deixando o filho na casa de um vizinho.

Nenhum comentário