Header Ads

Notícias de Última Hora

Parlamento Amazônico: Sinésio Campos determina medidas preventivas ao Coronavírus


O deputado Sinésio Campos (PT), na condição de presidente do Parlamento Amazônico¸ que congrega as Assembleias Legislativas de nove estados da Região Norte, determinou o adiamento, temporário, da XIV Reunião Ampliada do Colegiado de Deputados, que seria realizada no dia 26 de março na sede da Assembleia Legislativa do Estado do Amapá.

A decisão foi anunciada nesta terça-feira (17), com o objetivo de prevenção a propagação do Convid-19 (Coronavírus), que já foi considerado pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS), com um caso de infecção registrado no Amazonas.

O parlamentar tem entendimento de que a proteção à saúde da população, bem como, dos integrantes do Parlamento Amazônico e das autoridades convidadas, é o bem maior que deve ser preservado.

O deputado explicou que não se trata de deixar de cumprir agendas e trabalhos para dar-se folga ou negligenciar deveres. As medidas seguem orientações médicas e procedimentos que vêm sendo adotados pelos governos estaduais, municipais e instituições públicas de suspender atividades para evitar a exposição das pessoas ao contágio.

“Diante da declaração de emergência na saúde pública de importância internacional pela Organização Mundial de Saúde e, sobretudo, em decorrência da infecção humana que avança, não poderíamos ficar insensíveis à ameaça que enfrentamos. E, independente das necessidades das instituições que representamos, decidimos pela prudência de suspender os trabalhos tanto do Parlamento Amazônico. Os interesses individuais ou pessoais não podem estar acima do bem-estar coletivo”, acautela-se.

Sinésio Campos manifestou ainda pesar e solidariedade a amazonense que foi acometida pela infecção e aos seus familiares que sofrem com a aflição. Neste ponto disse estar também preocupado com a infraestrutura do SUS no Amazonas e os preparativos para enfrentar a ameaça de avanço da doença. “E esperamos que cada um faça sua parte. O Estado e o Município precisam agilizar providências preventivas e de atendimento médico para os casos que lamentavelmente deverão surgir”, disse Sinésio Campos.

Nenhum comentário