Header Ads

Notícias de Última Hora

Wilson Lima lança programa Escola Ativa, que vai capacitar mais de mil professores na capital e interior do Amazonas


Iniciativa inédita no Estado propõe inovações em conteúdo, método e gestão, multiplicadas por meio da formação de professores e gestores

O governador do Amazonas, Wilson Lima, lançou, nesta segunda-feira (09/03), o programa “Escola Ativa”, que será aplicado em 27 escolas de tempo integral, sendo dez em Manaus e 17 no interior, atendendo 950 professores da rede estadual e mais de 11,3 mil alunos do ensino médio. Durante o lançamento, que ocorreu no Centro de Convenções Canaã, no bairro Petrópolis, zona sul de Manaus, Wilson Lima destacou os principais objetivos do “Escola Ativa”.

“A gente trabalha não só com a questão de repassar conhecimento e conteúdo, mas também fazer com que haja uma formação efetiva do caráter desse aluno, para que a gente entregue um cidadão cada vez melhor em uma sociedade que percebemos que está cada vez mais aflorada, mais contraditória. No momento em que a gente fecha parcerias como essa é mais um suporte, é mais um instrumento para que o professor possa lidar com esse ambiente escolar voltado para a leitura de mundo, que é fundamental”, pontuou o governador.

Durante o evento no Canaã foi assinado um termo de cooperação técnica que formaliza a parceira. O programa propõe inovações em conteúdo, método e gestão para estimular o desenvolvimento de estudantes de escolas de tempo integral da rede estadual de educação. O “Escola Ativa” faz parte do projeto Escola da Escolha e é resultado de parceria entre a Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc) e o Instituto Corresponsabilidade pela Educação (ICE), com apoio dos institutos Natura e Sonho Grande.

“O que a gente espera é ter alunos e cidadãos cada vez mais responsáveis, que sejam capazes de tomar decisões baseados no mundo em vivem, mas de uma maneira consciente em saber qual a decisão efetiva que está tomando, que possa ter a capacidade de escolher qual carreira quer seguir, como ela se insere nesse contexto social. Esperamos um ganho na produtividade do aluno, maior concentração, maior comprometimento com as disciplinas e que haja esse índice maior de aprovação, sem dúvida nenhuma”, frisou Wilson Lima.

Desenvolvimento do programa

Até 2021, o ICE realizará formações presenciais junto às equipes escolares das unidades de ensino de tempo integral selecionadas. Serão, ao todo, cerca de 300 horas de formação. Entre os principais temas estão: Formação para Equipe de Implantação, Formação Inicial para Equipes Escolares, Aprofundamento em Projeto de Vida, Rotinas do Diretor e do Coordenador Pedagógico, Medição da Maturidade dos Procedimentos, Aprofundamento em Indicadores, Workshops de Estudos para as Regionais, Acolhimento e Semana de Protagonismo.

O secretário da Seduc, Luís Fabian, ressalta que uma das metas do programa é aprimorar e dinamizar a metodologia aplicada nas unidades de ensino de tempo integral. “A maior crítica que se costuma ter às escolas em tempo integral é o fato delas não terem um currículo diferenciado em relação às escolas de tempo parcial. Com a ‘Escola Ativa’, a ‘Escola da Escolha’, a gente consegue trazer realmente uma perspectiva de vida e de formação profissional mais adequada a essas crianças”, enfatizou Fabian.

“O que o programa Escola Ativa vai trazer de expertise para as nossas escolas é na gestão pedagógica, na gestão administrativa e na gestão financeira, então o fortalecimento vai ser focado nessas três gestões”, observou Antônia de Godoy, coordenadora de educação em tempo integral do Amazonas.

Escolas contempladas

Em Manaus, as unidades da rede estadual de ensino contempladas são: Escola Estadual (EE) Professora Jacimar da Silva Gama; EE Senador Petrônio Portella; EE Maria Rodrigues Tapajós; EE Governador Melo Póvoas; EE Maria Madalena Santana de Lima; EE Maria do Céu Vaz D’Oliveira; EE Cid Cabral da Silva; EETI Professora Lecita Fonseca Ramos; Centro Educacional Arthur Virgílio Filho e EE Marcantônio Vilaça.


No interior do Amazonas, o programa Escola Ativa alcançará unidades de ensino dos municípios de Anori, Barreirinha, Beruri, Borba, Coari, Humaitá, Itacoatiara, Manicoré, Maués, Nhamundá, Novo Airão, Parintins, Presidente Figueiredo, Nova Olinda do Norte, Urucará, Benjamin Constant e Lábrea.

“Esse programa veio com o intuito de inovar nosso trabalho dentro da sala de aula. Nós estamos nos capacitando aqui nessa formação para que possamos desenvolver um ótimo trabalho dentro da sala de aula, e é o que espero para 2020. De uma maneira ou outra eu acredito que tudo que a gente se propõe a realizar não parte somente de nós, e sim de todo um conjunto. Acredito que essa formação veio para agregar muitas coisas ao nosso currículo”, considerou Iago Pantoja, professor de Língua Inglesa do Ensino Médio no município de Maués.

Sobre o Escola da Escolha

O projeto Escola da Escolha, realizado pelo Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), está presente em 18 estados brasileiros e foi concebido a partir de uma visão do jovem que, ao final da Educação Básica, constitua uma forte base de conhecimentos e valores; não seja indiferente a problemas reais que estão no seu entorno e se apresente como parte da solução; e agregue um conjunto amplo de competências que o permita continuar seu aprendizado nas várias dimensões do seu cotidiano, executando o seu “Projeto de Vida”.

O Projeto de Vida é o eixo central do “Escola da Escolha”, cujas ações devem contribuir na formação dos jovens estudantes para que sejam levados a refletir sobres seus sonhos, ambições e o que desejam para as suas vidas.


Fotos: Bruno Zanardo / Secom

Nenhum comentário