Header Ads

Notícias de Última Hora

Economistas de Manaus fazem campanha de doação para ajudar catadores e já entregam as primeiras cestas básicas


Nesse período de pandemia pelo novo Coronavírus, muitos segmentos estão passando por extrema dificuldade para continuar produzindo e gerando renda para garantir o seu sustento e o de suas famílias por conta do isolamento social. É o caso dos catadores de materiais recicláveis. Com a finalidade única de ser uma “mão amiga” neste momento de crise, não só na saúde, mas também na economia, duas economistas de Manaus iniciaram uma campanha de solidariedade nas redes sociais para a compra de cestas básicas.


Esta semana, já foram entregues as primeiras remessas de doações às famílias de catadores da cidade e que fazem parte do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis. “Temos em torno de 300 famílias de catadores que precisam da nossa ajuda. São eles os responsáveis pelo recolhimento de itens que descartamos, evitando que parem nas ruas e que entupam bueiros e poluam igarapés. Estamos arrecadando as doações e já repassando para essas famílias. Quem tem fome não pode esperar”, explicou a economista e vice-presidente do Conselho Federal de Economia (Cofecon), Denise Kassama, que junto com a também economista Gleisa Bessa, professora universitária, está encabeçando essa ação social.

Denise afirma que a campanha continuará enquanto a população precisar ficar em isolamento social. E conclama a toda a sociedade a se unir aos economistas e ajudar esse segmento que tanto está necessitando. “O poder público começará a fazer a sua parte, com uma pequena ajuda, que, tenho certeza, fará muita diferença na vida dessas famílias. Mas, nós, enquanto sociedade, também precisamos fazer a nossa parte e dividir o pouco que temos com quem nada tem. Nossa corrente de solidariedade irá continuar. Por isso, convidamos toda a população a se unir conosco para a compra de mais cestas básicas”, frisou Denise, destacando que quem quiser fazer a sua doação pode entrar em contato pelos telefones 99383-3582 ou 99982-7132 para obter mais detalhes sobre como proceder.

Mais informações:
Denise Kassama
99383-3582
Cleisa Bessa
99982-7132

Nenhum comentário