Header Ads

Notícias de Última Hora

TSE mantém cassação de Romeiro Mendonça, com afastamento imediato


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou, no dia 03 de abril, por abuso do poder econômico nas eleições de 2016, o mandato do prefeito de Presidente Figueiredo, Romeiro Mendonça e do vice-prefeito Mário Abrahão, ambos do PDT, mantendo decisão do colegiado do Tribunal Regional Eleitoral, que convocou novas eleições no município.

A decisão do TSE é para que Romeiro e Mário sejam afastados imediatamente dos cargos.

Na sentença, o ministro relator do processo no TSE, Luis Felipe Salomão, cassa a liminar concedida em favor do prefeito pelo vice-presidente do TRE/AM, desembargador Jorge Manoel Lopes Lins, no dia 06 de abril, deste ano.

Romeiro estava ainda no cargo por força dessa liminar, conseguida dez dias depois da cassação de mandato pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas. 


O presidente da Câmara de Presidente Figueiredo, vereador Jonas Castro, assumirá o cargo de prefeito interinamente. 

O ministro determina ainda a urgência na realização de novas eleições para escolha de novo prefeito em Presidente Figueiredo. 

A sentença saiu no dia 03 de abril e publicada no Diário Eletrônico do TSE, nesta segunda-eira (06/04).

Nenhum comentário